PT EN
Quero Visitar Quero Expor

Todas Notícias Voltar

Interplast na web - fontes diversas

Publicado em 20/08/2018 - 09:29  

Thumb post image

Revista Plástico Sul (Porto Alegre-RS)

17/08/2018 00:00:00

Notícia By Engenharia lança representação da Schwing e Gamma Meccanica
Página inicial
A By Engenharia, representante de completa linha de produtos para o mercado de extrusão de plásticos em geral, aproveita a Interplast para lançar duas novas representações, a Schwing fabricante de fornos de limpeza e a Gamma Meccanica fabricante de linhas de extrusão para reciclagem. Com essa novidade amplia as opções de produtos oferecidos aos clientes de fornecedores internacionais.
A variedade de soluções oferecidas inclui sistema de granulação imersa em água de fabricação local By Engenharia e Gala, sistemas de pós-extrusão para tubos da italiana Sica, sistema de mistura para PVC, masterbatch, tinta em pó da Plasmec, rosca e camisas bimetálicas da Nordson Xaloy, matrizes planas para filme e chapa da Nordson EDI, linhas de extrusão completas da Davis Standard, bombas de engrenagens e troca telas da Maag, fornos de limpeza da alemã Schwing e linhas de reciclagem da Gamma Mecânica.
A expectativa da empresa em sua participação na Interplast está voltada para a divulgação da marca na região sul e a busca de novos clientes, aproveitando a sinalização de melhora da economia em 2018. ?Participar da Interplast é motivo de orgulho, pela expressividade que a feira tem para a divulgação dos nossos produtos?, destaca Marco Antonio Gianesi, diretor da By Engenharia.
A empresa está trabalhando em três principais frentes para os produtos que representa: redução de consumo de energia, enquadramento em NR12 e equipamentos para atender a indústria 4.0. O escritório da By Engenharia está localizado em São Paulo e a unidade fabril na região de Vinhedo, interior de São Paulo.
Endereço

17/08/2018 00:00:00

Notícia Novidades da Cromex atraem indústrias na Interplast
A líder no mercado brasileiro de masterbatches de cores e aditivos para plásticos, participa com sua linha completa de produtos e serviços na Interplast 2018, feira de embalagens, que terminas no dia 17 de agosto em Joinville - SC. Durante o evento, a Cromex pode apresentar os dois últimos lançamentos em aditivos: aditivo inibidor de corrosão (VCI), utilizado na fabricação de filmes plásticos para embalagens, que protege com eficácia os materiais metálicos produzidos pelas indústrias automotiva, metalúrgica, siderúrgica, eletroeletrônica e mecânica em geral, contra a ação da umidade ambiente e o aditivo antimicrobiano, que conferem aos plásticos ação bactericida (elimina as bactérias e impede sua proliferação) e podem ser usados em vários polímeros, como PE, PP, PS, ABS e PET*, em todos os processos de transformação.
A Cromex é especialista no desenvolvimento e na produção de concentrados de cores standard e de efeitos especiais (perolados, metalizados, policromáticos e fluorescentes), possui uma linha completa de produtos capazes de atender as necessidades das mais diversas aplicações e segmentos (automotivo, cosmético, higiene pessoal e beleza, brinquedos, mono e multifilamentos, agricultura, fios e cabos, rotomoldagem) entre outros.
Com opções de cores praticamente ilimitadas, o portfólio de masterbatches para PET (granulometria cilíndrica ou micropellets), incentiva a liberdade de design dos transformadores plásticos na produção de embalagens para atrair o consumidor final. São fabricados com alto desempenho aprovado pela FDA e
ANVISA e graus compatíveis de pigmentos e corantes isentos de metais pesados, que ajudam a proteger o meio ambiente.
O diferencial da empresa está em investir fortemente na qualidade dos seus produtos, atendimento e assistência técnica especializada para suporte na criação e manutenção de projetos em todas as regiões do Brasil, para cada nicho de mercado e parcerias, visando a competitividade, agilidade nas homologações referente a regulatórios, além de garantir os resultados exigidos por seus clientes, exprimindo a identidade visual da marca.
Think Green, live all colors - Preocupada em promover práticas ambientalmente responsáveis, atuando em benefício da saúde, da natureza, do bem-estar da população e segurança no processo de produção da nossa matéria-prima e dos produtos no setor de transformados plásticos, a Cromex foi uma das empresas pioneiras a ter um portfólio de masterbatches de cores e aditivos totalmente isento de metais pesados.
A empresa, que sempre aposta na inovação como forma de crescer e acompanha as principais tendências mundiais, desenvolve em seus laboratórios, produtos que atendem às mais diversas regulamentações e que ao mesmo tempo, mantêm seu padrão colorífico.
O masterbatch isento de metais pesados, evita o risco de contaminação cruzada e contribui para o meio ambiente devido ao fato de não possuir substâncias consideradas perigosas e não contaminar solo ou água com metais pesados no momento do descarte de embalagens ou produtos plásticos.
Os benefícios de não usar metais pesados também atingem colaboradores proporcionando mais segurança a eles no ambiente de trabalho, uma vez que há a redução de risco de contaminação do organismo durante a manipulação dos concentrados, inclusive ocasionando na redução de exames toxicológicos.
Segundo Cesar Ortega, Diretor de Vendas da Cromex, a empresa tem investido em tecnologia, P&D e na qualificação de pessoas para ampliar e melhorar sua gama de soluções - produtos e serviços - para prestar o melhor
serviço, além de produzir e entregar o melhor produto a seus clientes. ?Consideramos a região Sul um importante polo de desenvolvimento de tecnologias e um mercado estratégico. Com uma equipe de vendedores, distribuidores e assistência técnica regionais, o foco da companhia é estreitar o relacionamento com clientes e parceiros locais, assim como conquistar novas oportunidades. Somos certificados pela ISO 9001, 14001 e OHSAS 18001 e nossos produtos obedecem as mais rigorosas normativas internacionais como REACH, FDA entre outras.?

17/08/2018 00:00:00

Notícia Thathi Polímeros destaca soluções atóxicas
Página inicial
A linha PA 6 e 6.6 industrial são o destaque da Thathi Polímeros no estande da Interplast. Todas as soluções desenvolvidas pela empresa são atóxicas e, por isso, não tem restrição de contato com o meio ambiente. As linhas de polímeros atendem elevado número de aplicações, incluindo peças e componentes de segurança, funcionalidade, estruturais e estéticos presentes, principalmente, em automóveis, eletrodomésticos, equipamentos elétricos, hidráulicos e bens de consumo duráveis em geral.
A extensa gama de formulações da Thathi Polímeros abrange polímeros com fibras de vidro, cargas minerais, modificadas ao impacto, estabilizadas ao calor e a intempéries, suprindo a outras exigências da indústria. Todos os produtos fornecidos atendem as regulamentações dispostas na Rohs (Restrictions of Hazardous Substances) e no sistema REACH (Registration, Evaluation, Authorization and Restriction of Chemicals) e não contém substâncias restritas em suas formulações, como Lead (Pb), Mercury (Hg), Chromium + 6 (Cr+6), Cadmium (Cd), Polybrominated Biphenyls (PBB) e Polybrominated Diphenylethers (PBDE).
Os plásticos de engenhariam possibilitam um universo de usos intangíveis com outros materiais por questões técnicas e econômicas. Resinas com POM, PA6, PA66 e PBT estão presentes há décadas em incontáveis aplicações e a cada ano a quantidade de produtos desenvolvidos a partir desse grupo de polímeros só aumenta. A possibilidade de especificá-los é ilimitada, devido a versatilidade de formulação, alteração de perfil de suas propriedades e características, adequando-os ao uso final. É possível torna-los mais rígidos, tenazes, elevar a resistência ao calor e ao intemperismo, utilizá-los como condutivos e isolantes, metalizados, com aparência fosca ou brilhante, além de adequá-los a atender um ou mais requisitos técnicos.
A Thathi Polímeros atua há 30 anos na fabricação e comercialização de plásticos de engenharia de alta qualidade. A experiência acumulada faz com que encontre oportunidades de parceria de longo prazo, voltadas às mais exigentes especificações de diversos setores. A empresa presta suporte técnico no desenvolvimento de novos usos de suas resinas, auxiliando a seleção de material adequado para cada finalidade. Complexas formulações via extrusão, atendem as mais rigorosas especificações.
Endereço

Jornal da Cidade - Impresso - Flip (Bauru-SP)

17/08/2018 00:00:00

curiosidades. O NEGÓCIOS Empresa de Bauru está presente na Interplast A Polimáquinas, empresa...
8 o BAURU, sexta-feira, 17 de agosto de 2018
Jornalda Cidade BAIRROS Inquéritos chegarão ao MP e ao Judiciário em tempo real Próxima etapa de implantação da plataforma que integra polícia e Justiça em Bauru tem início nesta segunda-feira MARCELE TONELLI a mesma data em que N forem instaurados pelos delegados, os inquéritos policiais chegarão ao Ministério Público
(MP) e à Justiça. Este processo, que antes levava cerca de 20 dias para ocorrer em virtude de deslocamentos físicos, passará a ocorrer em tempo real a partir desta segunda-feira. Na data, tem início a segunda etapa de implantação da plataforma Inquérito Policial Eletrônico (IP-e) em Bauru. O método deve informatizar de vez a polícia e integrar o sistema com o Tribunal de Justiça
?Teremos mais celeridaPS"
AGILIDADE Segundo a polícia, os inquéritos, que antes demoravam cerca de 20
dias para chegar ao MP e à Justiça, poderão ser acessados em tempo real de na tramitação entre delegacia e Fórum. Inclusive, o tempo de registro da prisão em flagrante, que leva em média três horas, também deve cair pela metade?,
comenta o delegado Seccional Ricardo Martines.
?Isso acontece porque, se o inquérito tinha dez páginas,
todos envolvidos tinham que assinar todas as quatro cópias, ou seja, mais de 40
páginas, algo que levava muito tempo. Agora, eles assinarão uma só?, explica.
A princípio, a cópia física assinada permanecerá arquivada na delegacia, já que o sistema ainda não conta assinatura digital.
Com a apreciação online dos casos pela Justiça, há possibilidade de maior rapidez nos pedidos de prisão e soltura de acusados.
ETAPA O processo de implantação da IP-e teve início no começo deste ano, conforme o JC noticiou em janeiro. Os termos circunstanciados e as medidas cautelares e protetivas foram os primeiros a serem disponibilizados na plataforma.
Malavolta Jr.
Delegado seccional Ricardo Martines destaca a celeridade que a implantação irá proporcionar Equipes do Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) da Capital se reunirão, hoje na Seccional de Bauru, com policiais da cidade e região e de outras sete delegacias seccionais para esclarecer dúvidas sobre a nova etapa de implantação do sistema.
Cada policial ganhou senha para uso da plataforma.
?Os delegados terão acessos aos inquéritos que instaurarem. Apenas o delegado seccional terá acesso a todos os inquéritos?,
detalha Martines.
Em tempo: nada muda quanto ao registro de boletim de ocorrência que já é informatizado e possui um sistema diferente.
Com a extinção da tramitação e ajuizamentos físicos dos inquéritos, a polícia espera ainda otimizar tempo das equipes e reduzir em até 75% custos com expediente impresso.
Homem vinha visitar Polícia Civil ligou o acusado a cinco casas furtadas na Zona Sul de Bauru CINTHIA MILANEZ Polícia Civil esclareceu furtos a casas em série ocorridos na Zona Sul de Bauru. O acusado cometia os crimes ao visitar o enteado em Bauru. Sérgio Bruno de Lima Moreira, de 58 anos, vinha de Ribeirão Preto a cada 15
dias para ver o rapaz, que estava preso no município.
Sérgio, conforme o JC noticiou, foi preso no último sábado pela 1.º Companhia da PM após um novo furto.
As investigações, desde então, ficaram a cargo da Polícia Civil, através do Setor de Investigações Gerais (SIG).
Delegado coordenador do SIG, Rogério Monteiro esclarece que os furtos ocorreram entre os meses de fevereiro e abril deste ano, em cinco residências enteado e aproveitava para furtar da Zona Sul de Bauru. ?Ele é o chamado ladrão à moda antiga, porque chegou até a brincar com o cão, em uma destas casas?, revela.
Ainda de acordo com Monteiro, o acusado ficava hospedado em um hotel situado na região central e aproveitava a estada, em Bauru, para percorrer alguns bairros, como o Jardim Brasil e a Vila Universitária,
na zona sul da cidade.
Bem vestido, Sérgio andava pelas ruas com uma mochila nas costas, que servia para carregar os objetos furtados, entre eles, eletroeletrônicos, joias e dinheiro.
?Algumas testemunhas viram um veículo dando apoio a ele, mas esta informação será melhor investigada pela polícia?, adianta o delegado.
PREJUÍZO Segundo o coordenador do SIG, o prejuízo total das vítimas deve ultrapassar a casa dos R$ 20 mil. Agora,
a Polícia Civil busca recuperar os objetos furtados,
além de identificar o cúmplice do acusado e verificar se o mesmo cometeu outros crimes do tipo, em Bauru.
À polícia, Sérgio teria confessado apenas um dos cinco furtos, porém, os três meses de investigações,
bem como o reconhecimento das vítimas, que o viram pelas imagens das câmeras de segurança, apontam para a autoria do acusado.
Por enquanto, Sérgio segue preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru. Ele já tem passagens por crimes contra o patrimônio.
Divulgação E a cavaleiro dom Quixote, um cidadão a realidade que o cerca e que, jurando lutar pelo bem e pelos mais fracos, vê monstros, perigos e problemas de relevância duvidosa.
Segundo o dramaturgo e diretor do espetáculo André Cruz, ?em um Brasil rachado, nosso Quixote é mais que um espetáculo, é uma tentativa de comunicação que busca, mesmo que de forma indireta, suscitar a autocrítica em cada espectador e abrir um diálogo real em tempos de monólogos virtuais?. No elenco, estão os atores Tânia Alonso, Nathalia Fernandes, Michelle Maria, Flávio Racy e André Cruz, que também assina a direção e dramaturgia.
A peça conta com trilha sonora de Márcio Bá; figurinos de Zezé Cherubini e André Cruz; adereços de André Cruz e Tânia Alonso;
cenografia e produção executiva de Flávio Racy, assistência de produção de Mariana Cazula; e assessoria de imprensa de Michelle Maria. Também hoje, às 13h, no Espaço Protótipo,
o projeto oferece uma oficina para iniciação ao teatro de rua,
abordando os contextos históricos e exercícios que conduzem o participante para a compreensão do teatro de rua, sua origem e as novas formas de ocupações dos espaços públicos. Mais informações sobre o projeto podem ser encontradas no site www.
ciaaditacuja.com.br ou www.facebook.com/ciaaditacuja.
GS TEATRO DE RUA NA PRAÇA DA PAZ - Hoje, às 19h, a Praça da Paz recebe o espetáculo de rua ?Desventuras de um Quixote?, da Cia A DitaCuja. O projeto foi contemplado pelo Proac Circulação de Artes Cênicas para Rua 2017 e está circulando por 14 cidades do Interior Paulista. Em Bauru, o espetáculo tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura. A peça conta a história do recém-nomeado mpossibilitado? de enxergar RÁPIDAS O JARDIM PETRÓPOLIS Prefeitura e moradores constroem calçada Amanhã, a partir das 8h, a prefeitura, através da Secretaria do Meio Ambiente,
em parceria com moradores do Jardim Petrópolis, realiza a construção de passeio público em uma praça do bairro. A Semma irá ceder o concreto e os moradores farão a construção do passeio da praça, localizada no quarteirão 3 da rua José Dario. A praça já recebeu, no mês de julho, o plantio de 45 mudas.
O espaço foi adotado por Antonio Joaquim Cardoso Filho, morador do quarteirão, que já vem cuidando da praça, limpando a área e realizando plantio.
O LAMBE-LAMBE Museu Ferroviário celebra fotografia Em comemoração ao Dia Internacional com a Câmera Lambe-Lambe e ao Dia da Fotografia, celebrados em
19 de agosto, a Secretaria de Cultura, em parceria com o fotógrafo Luiz Henrique Carneiro, realiza amanhã, a partir das 8h, na Praça Kaingang no Museu Ferroviário,
uma demonstração da fotografia lambe-lambe. O fotógrafo e também pesquisador da área Luiz Henrique irá demonstrar como é produzida uma foto lambe-lambe
(muito utilizada no início do século 20 e responsável pela popularização da fotografia),
qual o processo utilizado,
entre outras curiosidades.
O NEGÓCIOS Empresa de Bauru está presente na Interplast A Polimáquinas, empresa bauruense que produz máquinas de corte e solda para embalagens flexíveis,
marca presença, como expositora, na Feira e Congresso de Inovação da Tecnologia do Plástico - a Interplast que termina hoje em Joinville ?A proposta é levar ao nosso cliente e aos participantes da feira soluções adaptáveis, que possam agregar qualidade e rentabilidade?,
explica o diretor industrial da Polimáquinas, Marcos Mello. Atualmente, a empresa afirma que prioriza,
em sua gestão de qualidade, processos que proporcionem uma experiência ao cliente, que engloba tecnologia e automação,
seguindo o conceito da Indústria 4.0.
OTIME DO EMPREGO Programa encerra inscrições hoje Encerram hoje as inscrições para a turma do Time do Emprego que será realizada entre os dias 20
e 27 de agosto, no Auditório Napem Bauru, na av.
Duque de Caxias, 16-55.
São 60 vagas disponíveis e os interessados podem se inscrever diretamente na Sedecon (rua Virgílio Malta,
17-6), das 8h às 17h,
munidos de Carteira de Trabalho, RG, CPF e, caso possuam, número do PIS.


Revista Plástico Sul (Porto Alegre-RS)

17/08/2018 00:00:00

Notícia Interplast e EuroMold superam expectativas e devem gerar R$ 260 milhões em negócios
O clima de surpresa e satisfação foi geral entre as 400 marcas expositoras da Interplast - Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico, e da EuroMold - Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos, realizadas de 14 a 17 de agosto, em Joinville, SC. A estimativa de negócios deve ultrapassar R$ 260 milhões em contratos assinados durante as feiras ou de contatos iniciados nos eventos e que deverão ser consolidados nos próximos 12 meses, superando a expectativa inicial da organização.
O número de visitantes atingiu a marca de 28 mil pessoas, vindas de 24 estados, de 683 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, com destaque para SC, PR e RS, seguido de São Paulo, dos outros estados do Sudeste e do Nordeste. Além disso, foram registrados visitantes de outros 12 países, da América do Sul, vindos da Argentina, Chile, Equador, Paraguai e Uruguai, e de outros continentes da China Espanha, EUA, Inglaterra, Itália e Tailândia. A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 13% são diretores, 10% sócios ou proprietários e 11% gerentes. A maioria veio em busca de máquinas, produtos acabados, matéria-prima, processos, ferramentas e dispositivos. 25% do público tem participação na decisão final de compras, 21% pesquisam produtos e soluções, e 15% recomendam. O segmento com maior presença foi a indústria de embalagens, engenharia, automotiva e plásticos para construção civil.
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. ?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações, pois nada substitui o face a face?, argumenta.
Em relação a edição de 2016, os eventos tiveram um crescimento de 8% em área de exposição, 30% em volume de negócios e 25% em número de visitantes. ?Voltamos aos resultados registrados em 2014, uma fase anterior a crise do mercado?, relembra Spirandelli. Ele destaca ainda que o evento é o único do Brasil que concentra a cadeia completa do segmento plástico em um único espaço: fornecedores de moldes, matéria-prima, máquinas e equipamentos.
Eduardo Cansi, diretor da Apta, fornecedor de resinas termoplásticas que participa desde a primeira edição da Interplast, destacou o aumento de público e o registro de clientes de todo o Brasil. ?Essa foi a melhor edição de toda a história da Interplast. Registramos casos de clientes que nos visitaram em um dia e fecharam o pedido no dia seguinte?, destaca. ?A feira teve os três indicativos de qualidade de um evento: oportunidade de conhecer novos clientes, oportunidades de negócios e relacionamento com clientes e fornecedores?, comemora.
Jean Cardoso, Ceo da Alltech, fornecedora de soluções para ferramentarias, máquinas para segmento plástico e serviços para a indústria, está feliz e surpreso com os resultados da feira. ?A receptividade foi excelente, inclusive consolidamos negócios e estamos otimistas com as possibilidades de novas oportunidades. Os sinais de retomada da economia são claros, pois já crescemos 70% nas vendas em relação ao mesmo período de 2016?, destaca.
Para Glauco Machado, gerente de vendas da Romi, a feira teve uma visitação de qualidade 80% superior a edição passada. ?Recebemos visitas com interesse em produtos de todos os segmentos que atuamos: máquinas de injeção, máquinas de sopro e ferramentas. Inclusive consolidamos negócios na feira com clientes de SC, PR e SP?, enfatiza.
A Karina, fornecedora de matéria-prima trouxe lançamentos para a feira e observou boa receptividade do mercado. ?Recebemos clientes de todos os segmentos que atuamos e realizamos contatos com empresas do Mercosul e dos Estados Unidos. A feira foi uma grata surpresa?, acrescenta.
Eventos simultâneos
Na entrada da feira, um dos pontos que mais chamou a atenção do público foi a Ilha da Reciclagem com demonstração do circuito de consumo e reciclagem - máquinas e equipamentos utilizados - e a importância de reciclar 100% do plástico - em especial o PS e o EPS (isopor®), além de conscientizar o público sobre a PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos. O Fórum Circular, que apresentou cases e exemplos de empresas que propõe soluções de reciclagem, abrangeu 30 pessoas.
Um dos eventos que mais chamou atenção foi o IIoT Plástico que a ABII - Associação Brasileira de Internet Industrial (abii.com.br), promoveu pela primeira vez no Brasil, em uma feira. No debate as soluções da indústria 4.0 específicas para o segmento plástico, incluindo tecnologias e cases de empresas. O evento, realizado em parceria com a Messe Brasil e com o apoio da ACATE Vertical Manufatura, reuniu 60 pessoas.
O Cintec Plásticos realizado pela Unisociesc reuniu 300 pessoas nas 12 palestras e 40 pessoas nos seis minicursos. Já os 21 workshops realizados pelos expositores reuniram cerca de 600 participantes. O PETtalk foi outro evento de sucesso que contou com a presença de 100 pessoas, em dois dias de palestras.
Rodada de Negócios
A Rodada de Negócios realizada durante as feiras, ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 413 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 78 pessoas de cinco diferentes estados. Na mesa de negociações participaram 18 empresas compradoras e 60 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,8 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 6 milhões nos próximos seis meses.
André Barbosa, responsável por Compras da Irizar, está satisfeito com os contatos realizados com possíveis fornecedores. ?Conheci novas empresas do setor plástico e estamparia com boas possibilidades de negócios?, comenta.
(Fonte: Simone Hülse Feuser /Assessoria de Comunicação - Messe Brasil)



Moldes Injeção Plásticos (Valinhos-SP)

17/08/2018 22:02:08

INTERPLAST E EUROMOLD: DEVEM GERAR 260 MILHÕES EM NEGÓCIOS
Editoria/Coluna/Seção/Autor: ansergio

Interplast e EuroMold superam expectativas e devem gerar R$ 260 milhões em negócios
Feira recebe 28 mil visitantes de todas as regiões do Brasil e de outros 12 países
O clima de surpresa e satisfação foi geral entre as 400 marcas expositoras da Interplast - Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico, e da EuroMold - Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos, realizadas de 14 a 17 de agosto, em Joinville, SC. A estimativa de negócios deve ultrapassar R$ 260 milhões em contratos assinados durante as feiras ou de contatos iniciados nos eventos e que deverão ser consolidados nos próximos 12 meses, superando a expectativa inicial da organização.
O número de visitantes atingiu a marca de 28 mil pessoas, vindas de 24 estados, de 683 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, com destaque para SC, PR e RS, seguido de São Paulo, dos outros estados do Sudeste e do Nordeste. Além disso, foram registrados visitantes de outros 12 países, da América do Sul, vindos da Argentina, Chile, Equador, Paraguai e Uruguai, e de outros continentes da China Espanha, EUA, Inglaterra, Itália e Tailândia. A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 13% são diretores, 10% sócios ou proprietários e 11% gerentes. A maioria veio em busca de máquinas, produtos acabados, matéria-prima, processos, ferramentas e dispositivos. 25% do público tem participação na decisão final de compras, 21% pesquisam produtos e soluções, e 15% recomendam. O segmento com maior presença foi a indústria de embalagens, engenharia, automotiva e plásticos para construção civil.
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. ?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações, pois nada substitui o face a face?, argumenta.
Em relação a edição de 2016, os eventos tiveram um crescimento de 8% em área de exposição, 30% em volume de negócios e 25% em número de visitantes. ?Voltamos aos resultados registrados em 2014, uma fase anterior a crise do mercado?, relembra Spirandelli. Ele destaca ainda que o evento é o único do Brasil que concentra a cadeia completa do segmento plástico em um único espaço: fornecedores de moldes, matéria-prima, máquinas e equipamentos.
Eduardo Cansi, diretor da Apta, fornecedor de resinas termoplásticas que participa desde a primeira edição da Interplast, destacou o aumento de público e o registro de clientes de todo o Brasil. ?Essa foi a melhor edição de toda a história da Interplast. Registramos casos de clientes que nos visitaram em um dia e fecharam o pedido no dia seguinte?, destaca. ?A feira teve os três indicativos de qualidade de um evento: oportunidade de conhecer novos clientes, oportunidades de negócios e relacionamento com clientes e fornecedores?, comemora.
Jean Cardoso, Ceo da Alltech, fornecedora de soluções para ferramentarias, máquinas para segmento plástico e serviços para a indústria, está feliz e surpreso com os resultados da feira. ?A receptividade foi excelente, inclusive consolidamos negócios e estamos otimistas com as possibilidades de novas oportunidades. Os sinais de retomada da economia são claros, pois já crescemos 70% nas vendas em relação ao mesmo período de 2016?, destaca.
Para Glauco Machado, gerente de vendas da Romi, a feira teve uma visitação de qualidade 80% superior a edição passada. ?Recebemos visitas com interesse em produtos de todos os segmentos que atuamos: máquinas de injeção, máquinas de sopro e ferramentas. Inclusive consolidamos negócios na feira com clientes de SC, PR e SP?, enfatiza.
A Karina, fornecedora de matéria-prima trouxe lançamentos para a feira e observou boa receptividade do mercado. ?Recebemos clientes de todos os segmentos que atuamos e realizamos contatos com empresas do Mercosul e dos Estados Unidos. A feira foi uma grata surpresa?, acrescenta.
Eventos simultâneos
Na entrada da feira, um dos pontos que mais chamou a atenção do público foi a Ilha da Reciclagem com demonstração do circuito de consumo e reciclagem - máquinas e equipamentos utilizados - e a importância de reciclar 100% do plástico - em especial o PS e o EPS (isopor®), além de conscientizar o público sobre a PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos. O Fórum Circular, que apresentou cases e exemplos de empresas que propõe soluções de reciclagem, abrangeu 30 pessoas.
Um dos eventos que mais chamou atenção foi o IIoT Plástico que a ABII - Associação Brasileira de Internet Industrial (abii.com.br), promoveu pela primeira vez no Brasil, em uma feira. No debate as soluções da indústria 4.0 específicas para o segmento plástico, incluindo tecnologias e cases de empresas. O evento, realizado em parceria com a Messe Brasil e com o apoio da ACATE Vertical Manufatura, reuniu 60 pessoas.
O Cintec Plásticos realizado pela Unisociesc reuniu 300 pessoas nas 12 palestras e 40 pessoas nos seis minicursos. Já os 21 workshops realizados pelos expositores reuniram cerca de 600 participantes. O PETtalk foi outro evento de sucesso que contou com a presença de 100 pessoas, em dois dias de palestras.
Rodada de Negócios
A Rodada de Negócios realizada durante as feiras, ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 413 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 78 pessoas de cinco diferentes estados. Na mesa de negociações participaram 18 empresas compradoras e 60 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,8 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 6 milhões nos próximos seis meses.
André Barbosa, responsável por Compras da Irizar, está satisfeito com os contatos realizados com possíveis fornecedores. ?Conheci novas empresas do setor plástico e estamparia com boas possibilidades de negócios?, comenta.
Fonte: Assessoria de Comunicação - Messe Brasil / Simone Hülse Feuser


OCP News (Jaraguá do Sul-SC)

16/08/2018 23:51:00

Interplast e EuroMold superam expectativas e devem gerar R$ 260 milhões em negócios

O clima de surpresa e satisfação foi geral entre as 400 marcas expositoras da Interplast (Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico), e da EuroMold (Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos). Os eventos ocorreram de 14 a 17 de agosto, em Joinville.
A estimativa de negócios deve ultrapassar R$ 260 milhões em contratos assinados durante as feiras ou de contatos iniciados nos eventos e que deverão ser consolidados nos próximos 12 meses, superando a expectativa inicial da organização.
O número de visitantes atingiu a marca de 28 mil pessoas, vindas de 24 estados, de 683 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país. Além disso, foram registrados visitantes de outros 12 países, da América do Sul, vindos da Argentina, Chile, Equador, Paraguai e Uruguai, e de outros continentes da China Espanha, EUA, Inglaterra, Itália e Tailândia.
A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 13% são diretores, 10% sócios ou proprietários e 11% gerentes. A maioria veio em busca de máquinas, produtos acabados, matéria-prima, processos, ferramentas e dispositivos. 25% do público tem participação na decisão final de compras, 21% pesquisam produtos e soluções, e 15% recomendam. O segmento com maior presença foi a indústria de embalagens, engenharia, automotiva e plásticos para construção civil.
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. ?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações, pois nada substitui o face a face?, argumenta.
Em relação a edição de 2016, os eventos tiveram um crescimento de 8% em área de exposição, 30% em volume de negócios e 25% em número de visitantes. ?Voltamos aos resultados registrados em 2014, uma fase anterior a crise do mercado?, relembra Spirandelli. Ele destaca ainda que o evento é o único do Brasil que concentra a cadeia completa do segmento plástico em um único espaço: fornecedores de moldes, matéria-prima, máquinas e equipamentos.
Eduardo Cansi, diretor da Apta, fornecedor de resinas termoplásticas que participa desde a primeira edição da Interplast, destacou o aumento de público e o registro de clientes de todo o Brasil. ?Essa foi a melhor edição de toda a história da Interplast. Registramos casos de clientes que nos visitaram em um dia e fecharam o pedido no dia seguinte?, destaca.
?A feira teve os três indicativos de qualidade de um evento: oportunidade de conhecer novos clientes, oportunidades de negócios e relacionamento com clientes e fornecedores?, comemora.


Jornal da Cidade - Impresso - Flip (Bauru-SP)

19/08/2018 00:00:00

Feira e Congresso de Inovação da Tecnologia do Plástico, a Interplast, que aconteceu na cidade de...
4 e BAURU, domingo, 19 de agosto de 2018
Jornal da Cidade ECONOMIA O diferencial está nas ideias que o profissional apresenta, na sua agilidade e na flexibilidade RH & Tendências e en Falta de qualificação barra contratação Realizar trabalhos mecânicos virou responsabilidade dos computadores e, por isso, todo trabalhador tem que ter conhecimento em informática rabalhadores de deTeias áreas que estão desempregados conseguem se recolocar mais facilmente no mercado de trabalho. Uma pesquisa realizada pela ManpowerGroup revelou quais são as dez habilidades mais procuradas no país. No topo das buscas estão os representantes de venda, seguidos por motoristas e eletricistas, entre outros.
Mas mesmo com a necessidade da mão de obra, as qualificações exigidas pelos recrutadores mudaram muito nos últimos anos. Agora,
realizar trabalhos mecânicos é responsabilidade dos computadores e, por isso, praticamente todo trabalhador tem que ter conhecimento em informática atualmente.
Além disso, as empresas também querem profissionais que, além de qualificados, saibam se relacionar com clientes, colegas e gestores. Para Wilma Dal Col,
diretora do ManpowerGroup, os profissionais hoje são cobrados para ter um bom relacionamento interpessoal. ?O diferencial está nas ideias que o profissional apresenta, na sua agilidade e na flexibilidade cognitiva?,
afirma.
Para se destacar, é preciso desenvolver habilidades que estão ligadas à atitude e à curiosidade do profissional. Estudar tendências de comportamento e estar por dentro das pautas discutidas na sociedade também são qualidades reconhecidas.
Wilma alerta que, além Saber lidar com as novas tecnologias é fundamental EN do profissional, as empresas também precisam agir.
?Treinar os funcionários -
tanto novos quanto antigos
- é um bom começo.?
Ao redor do mundo, a falta de profissionais capacitados para o mercado de trabalho atingiu o maior nível em 12 anos. No Brasil,
o mesmo problema atinge
34% das empresas.
Vida Profissional Método Canguru Exposição Nos dias 7, 8 e 9 de agosto, profissionais da Maternidade Santa Isabel (MSI)
realizaram a 11.º edição da capacitação do Método Canguru. Participaram do treinamento equipes de assistência da unidade. Com carga horária de 30
horas, a capacitação foi ministrada por uma equipe da Maternidade, tutoras do Método Canguru ou Contato Pele. Esta técnica corresponde a uma assistência humanizada, no cuidado neonatal para recém-nascidos de baixo peso. A iniciativa busca melhorar a qualidade da atenção prestada à gestante, ao recémnascido e à sua família, favorecendo o vínculo afetivo, a estabilidade térmica,
o estímulo à amamentação e o desenvolvimento do bebê. Na foto, a partir da esquerda, as tutoras do Método Canguru, na Maternidade: Roberta de Rosis,
Thais Bazan, Ruchely Pereira, Michele Torres e Nadja Arenales.
Pixabay para quem quer inserir-se no mercado
DESTAQUE-SE Quem busca uma vaga no mercado de trabalho precisa desenvolver habilidades que estão ligadas à atitude e à curiosidade profissional Principais problemas O Atém dia fatia de qualificação e habilidades técnicas dos profissionais que buscam uma vaga no mercado de trabalho, há outros fatores apontados pelas empresas não contratar o postulante à vaga.
Não saber lidar com as pessoas está entre os motivos.
- Falha percentual
- Candidatos sem as habilidades técnicas exigidas
- Falta de experiência
- Candidatos não têm habilidades interpessoais
- Candidatos esperam salário maior do que o oferecido
- Candidatos esperam benefícios melhores
- Não sabe/outros
- Questão particular da empresa Mais buscados S Representantes de venda, motoristas e eletricistas estão entre os profissionais mais buscados pela empresas de recursos humanos. Mas é preciso ter qualificação para concocorrer a uma vaga. Então,
prepare-se.
- Representante de vendas
- Motorista
- Eletricista, soldador e mecânico
- Técnico controlador de qualidade
- Contabilidade e finanças
- Profissional de saúde
- Técnico em tecnologia da informação
- Suporte administrativo
- Operador de máquina
- Engenheiro químico, elétrico, civil e mecânico Neste último final de semana, para comemorar o Dia dos Pais, o Boulevard Shopping Bauru promoveu a Exposição de Carros Antigos, na portaria principal do centro de compras, em parceria com o grupo Rolê de Fusca. Na ocasião, dezenas de pessoas passaram pelo local, conferiram as raridades expostas e tiraram fotos. A campanha ?Todo Pai tem um Lado Boulevard? ainda segue com shows gratuitos às quintas-feiras, na praça de alimentação do shopping, com apresentação das bandas Mashup, no dia 23, e Vovotinha, no dia 24.
Pi Vida e carreira Divulgação
[8 q o você é grato,
CDA
[ERES A palestrante, sex coach e coach de relacionamento e sexualidade Gisele Carneiro Maia, esteve, no dia 9 de agosto, no maior evento de estratégia de vida e carreira, com Tony Robbins, que é mundialmente reconhecido como líder em desenvolvimento de pessoas e empresas, gerando bilhões de dólares,
anualmente, em seus negócios.
Integração Nos dias 14, 15, 16 e 17, a Polimáquinas,
empresa bauruense que produz máquinas de corte e solda para embalagens flexíveis, esteve presente, como expositora, na Feira e Congresso de Inovação da Tecnologia do Plástico, a Interplast,
que aconteceu na cidade de Joinville, em Santa Catarina, um grande polo da indústria deste
* segmento. A Interplast recebe as maiores e mais importantes empresas do setor, por ser uma das feiras mais relevantes na América Latina, sediada
3 no maior centro de difusão de tecnologias do plástico do Brasil, que atrai profissionais de todo o Brasil e do mundo. A participação da Polimáquinas,
na Interplast, é extremamente relevante, por sua posição no mercado, como uma empresa inovadora É e responsável, que prioriza o equilíbrio com o
* meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.
Atualmente, a Polimáquinas foca, em sua gestão de qualidade, processos que proporcionem uma experiência para o cliente, que engloba tecnologia e automação, seguindo o conceito da indústria 4.0.
Na foto, a equipe da Polimáquinas.
Semana Jurídica da FIB Em 11 de agosto, é comemorado, no Brasil, o Dia do Advogado.
Para celebrar a data, as Faculdades Integradas de Bauru (FIB),
em parceria com o curso de Direito, promoveram, nos dias 6 e
7 deste mês, a Semana Jurídica 2018. O evento foi gratuito e abordou temas, como a Reforma da Previdência e a consolidação das leis brasileiras. Na foto, da esquerda para a direita: Tales Vialôgo, Camilo Stangherlin Ferraresi, Greice Maria Zimmer, Maria Claudia Maia, Claudia Fernanda de Aguiar Pereira e Luciano Pereira.


Simpesc (Joinville-SC)

20/08/2018 09:52:59

INTERPLAST e EUROMOLD superam expectativas e devem gerar R$ 260 milhões em negócios
Editoria/Coluna/Seção/Autor: Maris
Feira recebe 28 mil visitantes de todas as regiões do Brasil e de outros 12 países.
Joinville, agosto de 2018 - O clima de surpresa e satisfação foi geral entre as 400 marcas expositoras da Interplast - Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico, e da EuroMold - Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos, realizadas de 14 a 17 de agosto, em Joinville, SC. A estimativa de negócios deve ultrapassar R$ 260 milhões em contratos assinados durante as feiras ou de contatos iniciados nos eventos e que deverão ser consolidados nos próximos 12 meses, superando a expectativa inicial da organização.
O número de visitantes atingiu a marca de 28 mil pessoas, vindas de 24 estados, de 683 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, com destaque para SC, PR e RS, seguido de São Paulo, dos outros estados do Sudeste e do Nordeste. Além disso, foram registrados visitantes de outros 12 países, da América do Sul, vindos da Argentina, Chile, Equador, Paraguai e Uruguai, e de outros continentes da China Espanha, EUA, Inglaterra, Itália e Tailândia.
A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 13% são diretores, 10% sócios ou proprietários e 11% gerentes. A maioria veio em busca de máquinas, produtos acabados, matéria-prima, processos, ferramentas e dispositivos. 25% do público tem participação na decisão final de compras, 21% pesquisam produtos e soluções, e 15% recomendam. O segmento com maior presença foi a indústria de embalagens, engenharia, automotiva e plásticos para construção civil.
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. ?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações, pois nada substitui o face a face?, argumenta.
Em relação a edição de 2016, os eventos tiveram um crescimento de 8% em área de exposição, 30% em volume de negócios e 25% em número de visitantes. ?Voltamos aos resultados registrados em 2014, uma fase anterior a crise do mercado?, relembra Spirandelli. Ele destaca ainda que o evento é o único do Brasil que concentra a cadeia completa do segmento plástico em um único espaço: fornecedores de moldes, matéria-prima, máquinas e equipamentos.
Eduardo Cansi, diretor da Apta, fornecedor de resinas termoplásticas que participa desde a primeira edição da Interplast, destacou o aumento de público e o registro de clientes de todo o Brasil. ?Essa foi a melhor edição de toda a história da Interplast. Registramos casos de clientes que nos visitaram em um dia e fecharam o pedido no dia seguinte?, destaca. ?A feira teve os três indicativos de qualidade de um evento: oportunidade de conhecer novos clientes, oportunidades de negócios e relacionamento com clientes e fornecedores?, comemora.
Jean Cardoso, Ceo da Alltech, fornecedora de soluções para ferramentarias, máquinas para segmento plástico e serviços para a indústria, está feliz e surpreso com os resultados da feira. ?A receptividade foi excelente, inclusive consolidamos negócios e estamos otimistas com as possibilidades de novas oportunidades. Os sinais de retomada da economia são claros, pois já crescemos 70% nas vendas em relação ao mesmo período de 2016?, destaca.
Para Glauco Machado, gerente de vendas da Romi, a feira teve uma visitação de qualidade 80% superior a edição passada. ?Recebemos visitas com interesse em produtos de todos os segmentos que atuamos: máquinas de injeção, máquinas de sopro e ferramentas. Inclusive consolidamos negócios na feira com clientes de SC, PR e SP?, enfatiza.
A Karina, fornecedora de matéria-prima trouxe lançamentos para a feira e observou boa receptividade do mercado. ?Recebemos clientes de todos os segmentos que atuamos e realizamos contatos com empresas do Mercosul e dos Estados Unidos. A feira foi uma grata surpresa?, acrescenta.
Eventos simultâneos
Na entrada da feira, um dos pontos que mais chamou a atenção do público foi a Ilha da Reciclagem com demonstração do circuito de consumo e reciclagem - máquinas e equipamentos utilizados - e a importância de reciclar 100% do plástico - em especial o PS e o EPS (isopor®), além de conscientizar o público sobre a PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos. O Fórum Circular, que apresentou cases e exemplos de empresas que propõe soluções de reciclagem, abrangeu 30 pessoas.
Um dos eventos que mais chamou atenção foi o IIoT Plástico que a ABII - Associação Brasileira de Internet Industrial (abii.com.br), promoveu pela primeira vez no Brasil, em uma feira. No debate as soluções da indústria 4.0 específicas para o segmento plástico, incluindo tecnologias e cases de empresas. O evento, realizado em parceria com a Messe Brasil e com o apoio da ACATE Vertical Manufatura, reuniu 60 pessoas.
O Cintec Plásticos realizado pela Unisociesc reuniu 300 pessoas nas 12 palestras e 40 pessoas nos seis minicursos. Já os 21 workshops realizados pelos expositores reuniram cerca de 600 participantes. O PETtalk foi outro evento de sucesso que contou com a presença de 100 pessoas, em dois dias de palestras.
Rodada de Negócios
A Rodada de Negócios realizada durante as feiras, ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 413 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 78 pessoas de cinco diferentes estados. Na mesa de negociações participaram 18 empresas compradoras e 60 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,8 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 6 milhões nos próximos seis meses.
André Barbosa, responsável por Compras da Irizar, está satisfeito com os contatos realizados com possíveis fornecedores. ?Conheci novas empresas do setor plástico e estamparia com boas possibilidades de negócios?, comenta.
Fonte: MESSE BRASIL